ENCANTO



Um dia de ondas em bandos e esquecidas de si
investindo contra negro e duro punho estendido
apontando o Sol…
Um dia de lagos de prata brilhante na planície cinza escuro
ondulando em pulsão cardíaca descompassada…
Um dia de, imergindo da espuma,
herói de outrora qual falo erecto
agora esquecido e archote apagado…
Um dia de vontade de acendê-lo outra vez na busca de rota,
ir para voltar no rastro das acendalhas ardendo…
Um dia depois
das dunas superadas no areal deserto e morno,
dos lancis de rocha tropeçados e aguados em suor,
dos olhos perdidos nas estrelas e recuperados no mar…
Um dia,
aconteceu o presente.
Implodido e reerguendo-se coberto em véu de pó,
com brilho amortalhado de destroços…
Nesse dia presente,
soltaram-se lágrimas em torrente do céu rachado
que lavaram feridas encastoadas de passado,
com ais de dor,
ais de alívio,
eterna duplicidade misantropa e masoquista
que sabe bem… como sabe bem!

Hoje,
futuro de então,
futuro agora,
porque hoje será amanhã,
o Universo ronda o branco dos olhos
e a Terra gira apenas… porque o permito!

Neste dia de meia-luz cinzenta,
algures no meio de folhas balançando o anúncio de chuva,
o tempo parece que pára
num morno
nada se passa quando tudo acontece…

Difícil respirar!
E não é o vento contornando o abafo que aconchega
ou a agreste manta escura que pesa!
Será talvez o planar
sem peso,
nem tom,
nem horário,
do silêncio...
E que silêncio!
Daqueles que dói de ausência e perverte os sentidos!
Daqueles que se entranha e nos agarra por dentro
espremendo angústia sem razão!
Mas… de um conforto!!!
Apetece pensar…
Apetece recriar o momento
e escrevê-lo
e contá-lo
e não ter que contar…
Apetece saborear o gosto que arrepia,
a aspereza da imagem roçando a face!


Algures no nada
e dentro de mim.

É o meu Mundo.
Finos fios transparentes em arcos e voltas sem nós
ligados às mãos abertas…
Do outro lado… balões!
Balões sonho,
balões tonalidade,
balões melodia,
e outros…
Não me enclausurei vertido no umbigo!
Apenas me encanto.
Muito!
Com o que me dá prazer!


"a vela" foto de Fran�ois Benveniste

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

COMUNICAÇÃO

Permitam-me que vos anuncie um novo fórum de discussão para todos quantos amam a Arte nas suas mais diversas vertentes.

Como complemento ao universo bloguista, surge com um intuito que vai para além do mero comentário deixado no blog de eleição.

É, acima de tudo, um espaço de discussão onde o essencial é a partilha de conhecimentos, ideias e vivências inseridas no contexto artístico.

A filosofia, a literatura, a fotografia, teatro, pintura, entre outros, são os motes para que se dê asas ao espraiar dos muitos e interessantes, universos que por aqui se expandem.

A Tertúlia, como assim foi denominada, localiza-se em:

http://tertulia.iphorum.com

Sejam, desde já, bem vindos!

1:13 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home