Sou eu que quero
que o que sou
não seja
e apenas se afirme
não sendo!

Sou eu que quero
que tu não vejas
aquele que olhas,
mas o que imagino!

Perdido,
já não sei ser,
apenas representar!
E como qualquer mau actor,
culpo,
do que não transmito,
teus olhos
de não saber olhar.



(foto de Nuno Nozelos)

8 Comments:

Blogger Madalena Bozetti said...

Este comentário foi removido pelo autor.

9:45 da tarde  
Blogger Madalena Bozetti said...

dele sente o coração bater
dele sente a luz que esconde
por detrás do seu olhar


por detrás do seu olhar
o vê

a pele arrepia, um sorriso escapa
desarma

sabe mais do que diz
sente mais do que sabe

é-lhe atenta.

9:48 da tarde  
Blogger Nocas said...

Sem comentários ... apenas com um convite.
http://nocas-sunflower.blogspot.com/

4:37 da tarde  
Blogger Non je ne regrette rien said...

poema de ação e contradição

10:20 da tarde  
Blogger Nilton said...

Exclusão


Quero desaparecer e acordar
num lugar onde não me enxerguem doente

Sair desta posição fetal e me entregar

Ser suspendida desta fossa

Me retirar do rio de mentiras

Quero ouvir uma voz me chamando

Uma mão me retirando

Preciso expulsar esse grito sufocado

Me libertar desta reclusão

Correr da assombração que se tornou
a minha própria sombra

Encontrar um som perfeito

Uma palavra aquecida pelo teu ardor

Esquecer o inferno que atraiu meu passado

Quero injetar uma porção de serenidade nas minhas veias

Estou pedindo clemência

Me tire daqui



Letícia Pilatti


ps: Adoro seus texto!

www.fotolog.com/profundita

ou /tursiops

11:58 da manhã  
Blogger RESSACA ® said...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

9:40 da tarde  
Blogger MONALISA said...

Chamar-lhe-ia o labirinto de si...

11:44 da tarde  
Blogger goooooood girl said...

your blog is so good......

3:35 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home